O que é?

A obesidade é um dos maiores problemas de saúde nos dias de hoje, acometendo mais de um terço da população mundial, especialmente no ocidente. Trata-se de um fenômeno multifatorial que envolve componentes genéticos, metabólicos, comportamentais, psicológicos e sociais. A obesidade não é um problema mental ou de falta de força de vontade. Seu tratamento implica a redução da mortalidade de pessoas que teriam suas vidas ultimadas precocemente.


O tratamento cirúrgico é a única alternativa eficaz e duradoura para promover a perda de peso em pacientes com obesidade severa que exige medidas eficazes e definitivas. Infelizmente, nao existe milagre nem mágica que promova a perda de peso sem a colaboração e a motivação do indivíduo. Os sacrifícios,portanto, precisam ser conhecidos. Colocamos neste manual todo o trajeto que o doente irá percorrer utilizando a cirurgia até atingir a estabilização do peso. São descritas as etapas do diagnóstico e classificação da obesidade, o porquê do tratamento, as indicações e contra-indicações da cirurgia, a rotina da avaliação  pré-operatória, as principais complicações pós-operatórias possíveis, e a rotina pós-operatória.


Este manual tem a finalidade de mostrar em detalhes os diversos aspectos que dizem respeito ao tratamento cirurgico da obesidade. Ele não se proõe a substituir o diálogo médico, mas sim colocar informações que possam ser revisadas e estudadas em um momento de reflexão e decisão.


O que é obesidade mórbida?

O peso corpóreo e a distribuição de gordura são regulados por uma série de mecanismos neurológicos, metabólicos e hormonais que mantêm um equilibrio entre a ingesta de nutrientes e o gasto energético. Quando há um descontrole nestes mecanismos ou em excesso da ingesta com pouco gasto energético, ocorre um armazenamento da sobra de energia sob a forma de gordura, traduzindo-se no aumento de peso corpóreo. A obesidade é, portanto, definida como um excesso do acúmulo de gordura do corpo. Quando este acúmulo atinge grandes proporções, passa a ser chamada de obesidade mórbida.


A maneira mais objetiva e mais utilizada pelos médicos para quantificar a obesidade é o cálculo do Índice de Massa Corpórea ou simplesmente IMC. O IMC é obtido dividindo-se o peso, em quilos, pela altura, em metros, elevada ao quadrado (IMC= P/A²).


Para calcular seu peso clique aqui